Cultura

8 filmes para entender melhor a ditadura militar brasileira

O período da Ditadura Militar até hoje deixa marcas na sociedade e configura em um dos momentos mais marcantes da história do país. Um período marcado por atrocidades e forte repressão política.

Por isso, muitas pessoas ainda não compreendem por completo como era a realidade brasileira nesta época. Preparamos uma lista com alguns filmes que servem como uma aula de história para compreender o que se passava na época. E expõe essa triste face da história recente.

1. Olga (2004)

O filme de Jayme Monjardim é inspirado na biografia escrita por Fernando Morais sobre a alemã, judia e comunista Olga Benário Prestes, companheira de Luís Carlos Prestes. Olga foi um grande sucesso de bilheteria e recebeu três prêmios no Grande Prêmio Brasileiro de Cinema de 2005. No filme, é interpretada pela atriz Camila Morgado, ao lado de Caco Ciocler como casal protagonista. Fernanda Montenegro é mãe de Luís Carlos Prestes, Dona Leocádia Prestes.

2. O Que é Isso, Companheiro? (1997)

A adaptação do diretor Bruno Barreto do livro de Fernando Gabeira narra o sequestro do embaixador americano no Brasil por grupos de esquerda depois da promulgação do Ato Constitucional nº 5, que repreendia a liberdade de imprensa e diretos civis. É uma das primeiras produções de grande porte sobre a época da ditadura, tem um elenco de renome que chamou atenção para o episódio e ganhou destaque internacional, sendo inclusive indicado ao Oscar.

3. Zuzu Angel (2006)

Patrícia Pillar interpreta a estilista Zuzu Angel, que faz fama no exterior e não percebe o momento político tenso que o país enfrenta até que seu filho Stuart (Daniel de Oliveira) é preso e torturado pelos militares. Enquanto as forças armadas negam a prisão do jovem estudante, a mãe recebe uma carta dizendo que Stuart foi torturado até a morte na aeronáutica. Então, ela inicia uma batalha aparentemente simples: localizar o corpo do filho e enterrá-lo. Mas Zuzu vai se tornando uma figura cada vez mais incômoda para a ditadura. A direção é de Sérgio Rezende.

 

4. Batismo de Sangue (2007)

Baseado no livro homônimo do Frei Betto, retrata a história de cinco frades dominicanos que se engajaram na guerrilha contra a ditadura militar nos anos 60. Por apoiarem a luta armada, sob o comandado de Carlos Marighella, são considerados comunistas, presos e torturados. Conta com os atores Caio Blat, Daniel de Oliveira e  Cássio Gabus Mendes no elenco.

 

5. Tatuagem (2013)

O longa acompanha o grupo de teatro-cabaré que viaja pelo Nordeste do Brasil. A trupe de artistas é liderada por Clécio Wanderley (Irandhir Santos) apresenta espetáculos de resistência política sempre com muito deboche, anarquia e subversão. Em uma das apresentações, Clécio conhece soldado Arlindo Araújo (Jesuita Barbosa) um garoto de 18 anos que muda sua vida, e proporciona este encontro de mundos, do militar com a ditadura, rigidez e atrocidades, e o mundo do cabaré e da arte do Chão de Estrelas, com sua subversão, alegria e homossexualidade. Tatuagem tem direção de Hilton Lacerda.

 

6. O ano em que meus pais saíram de férias (2006)

Mostra a improvável amizade entre Mauro, menino de doze anos que ama futebol e Shlomo, um velho judeu solitário. Sem entender muito bem o que é a ditadura militar, Mauro é deixado junto ao avô que falece antes de encontra-lo. Enquanto aguarda a volta dos pais, que saíram de férias de forma inesperada e sem motivo aparente, ele precisa encarar essa nova realidade. Com direção de Cao Hamburger, foi a escolha brasileira para a indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2008.

7. Hoje (2011)

Dirigido por Tata Amaral, é baseado no livro “Prova Contrária” de Fernando Bonassi. Estrelado por Denise Fraga e César Troncoso, o longa conta a história de Vera, uma ex-militante que, ao se mudar para um novo apartamento, passa a relembrar do que viveu na época da ditadura junto com seu marido Luiz. Vera (Denise Fraga) está se mudando para o imóvel que conseguiu comprar devido à indenização que ganhou do governo brasileiro em decorrência do assassinato do marido, vivido pelo ator César Troncoso. Enquanto a mudança ocorre, ela vê o fantasma de Luiz, fazendo com que se recorde das torturas sofridas por ambos na época do regime militar.

 

8. Pra Frente Brasil (1982)

Dirigido e escrito por Roberto Farias, estrelado por Reginaldo Faria, Antônio Fagundes, Natália do Valle e Elizabeth Savalla, é considerado um dos primeiros filmes a retratar a repressão da ditadura militar brasileira (1964–1985) de forma aberta. Em novembro de 2015, o filme entrou para lista da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) como um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

Anteriores

Jantar do Dia dos Namorados no Clube Náutico

Próximas

12 filmes que estão completando 20 anos

Christopher Lima

Christopher Lima

Sou formado em Comunicação Social (Jornalismo). Quem quiser saber mais, basta clicar no link do fb.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *