Cultura

Carnaval: tem quem não gosta?!

Festa símbolo de alegria, energia e alto-astral para muita gente, o Carnaval é o evento que mais junta foliões do Brasil e do mundo nos meses de fevereiro ou março. Neste evento, diferentes culturas se misturam para curtir blocos, exibir fantasias, dançar e se divertir ao som das músicas chicletes que simbolizam o período. No entanto, existem pessoas que até tentaram, mas não se adaptaram a essa típica festa brasileira.

A estudante, Brenda Kerolin Machareth Alves, de 17 anos, conta que, apesar de ser jovem, já participou de uma festa de carnaval, mas não gostou na experiência.

Fui para o centro da minha cidade onde tinha muitas pessoas, eu era muito nova e não me senti confortável naquele aglomerado de pessoas bêbadas. Foi uma experiência, e, por não gostar de lugares cheios e barulhentos, eu não aprecio o Carnaval hoje em dia.”

De acordo com Brenda, sua tática para não ser incomodada pela euforia dos foliões é não sair muito de casa nos dias de comemoração do Carnaval. Segundo ela, nesse período, ler é o seu refúgio.

As festas de Carnaval geralmente são adaptadas de acordo com a história e a cultura local de cada região. Em alguns lugares, como na Bahia, BA, por exemplo, o evento é famoso por seus desfiles de blocos, trios elétricos e o Carnaval de rua que junta pessoas de todo lugar do mundo.

Em outros, como em Aracaju, SE, apesar de ser uma região de muitas praias, não tem programações voltadas para o Carnaval. Segundo a guia de turismo, Gisele Rodrigues, são lugares como Aracaju, que tem grande procura de pessoas que buscam passar este período do ano de forma menos agitada.

Gisele relatou ainda que o público que procura sua agência, em sua maioria, está atrás de lugares para curtir a folia. Porém, as poucas exceções que escolhem lugares mais calmos não estão fugindo totalmente do Carnaval, mas sim buscado a folia tradicional, que inclui blocos pequenos, marchinhas e que seja tranquila para toda família, incluindo os idosos.

A dona de casa Adriana Rodrigues, de 44 anos, conta que chegou a frequentar festas de carnaval quando era mais jovem, mas, atualmente, por conta de sua religião e de situações desagradáveis que passou nessas festas, o evento se tornou algo pouco agradável para ela.

“Quando tenho oportunidade, gosto de viajar nesse período para fugir um pouco da bagunça que fica a cidade nessa época. Geralmente viajo com a igreja.”, relatou Adriana.

Além de quem teve uma experiencia ruim nas festas de Carnaval, existem aqueles que nunca foram, tem vontade de ir, mas sente que a segurança nesta época do ano deixa a desejar.

Natália Souza tem 19 anos e conta que nunca foi em uma comemoração de Carnaval. Segundo ela, tem anos que até bate uma vontade de conhecer a folia que os carnavalescos assíduos tanto amam, mas ela afirma que a precariedade da segurança nas ruas a desanima.

Dica de viagem tranquila no Carnaval

De acordo com Gisele, cidades da Região Serrana do Rio são ideais para viajar no período de Carnaval, pois, segundo ela, a Região Serrana é mais tranquila e atrai menos foliões, tendo, assim, lugares mais voltados para o descanso.

Anteriores

Carna Rock é opção alternativa em Cabo Frio nesta sexta-feira

Próximas

Último dia para a Prova de Vida de aposentados e pensionistas nascidos em fevereiro

Gabriela Pereira

Gabriela Pereira

Jornalista apaixonada pela arte da escrita.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *