Variedades

Cinco opções de pratos para servir na ceia de Réveillon

Quando pensamos nas festas de fim de ano, a ceia de Natal sempre anima as famílias. Entretanto, outro momento também tem grande importância neste período. È o jantar da noite de Réveillon. Diferente do inverno do hemisfério Norte, a ceia brasileira costuma ser mais leve e tropical.

Além disso, esse momento é cercado de supertições. A mais famosa está em relação a servir carnes de aves como frango, peru ou faisão. De acordo com o imaginário popular, como as aves ciscam para trás, você pode dar chance para retrocesso no ano que se inicia. Para não errar nos pratos e manter a tradição, separamos algumas sugestões do que servir na festa de virada de ano:

1. Salada de lentilhas

A lentinha é o símbolo máximo de fartura nas festas de Réveillon. A origem dessa tradição está na Bíblia, com os irmãos Esaú e Jacó que, após terem comido o cozido, acumularam muita sorte. Em muitos lugares do Brasil e da América Latina, a lentilha deve ser a primeira coisa a ser consumida na ceia, logo após a meia-noite, para que não falte dinheiro durante o ano que está chegando. Uma boa sugestão é servir como uma salada refrescante e bem temperada.

 

 

 

 

 

 

2. Arroz com castanha 

Outro grão associado à riqueza, também simboliza a abundância e fertilidade. Para alguns países orientais, o arroz é um sinal de muita sorte e o costume é comer apenas alimentos brancos na noite da passagem do ano.  Nossa sugestão é preparar uma receita com castanhas.

 

 

 

 

 

 

 

3. Carne de Porco

A carne suína está relacionada à prosperidade. A lógica está em associar o fato que o porco só fuça para frente, como um sinal de quem tudo deve fluir adiante no ano que começa. Além disso, seu alto teor de gordura nos remete à fartura e à riqueza. Uma opção que sempre agrada paladares é o lombo recheado com farofa doce.

 

 

 

 

 

4. Frutos do mar e peixes

O peixe é famoso por, segundo a crença, trazer boas vibrações. Os japoneses acham que o animal é símbolo de fertilidade por conseguir produzir sempre muitos ovos. O povo sueco também associa a abundância com peixes e frutos do mar. Uma opção mais sofisticada é experimentar uma salada de caranguejo. Para quem não quer arriscar tanto, o salpicão de bacalhau é uma alternativa.

 

 

 

 

 

 

5. Frutas secas e in natura

Dentre as frutas, a que mais se destaca nessa época é a romã. Ela é considerada um símbolo de fertilidade e fartura nas decorações de fim de ano. As suas muitas sementes representam o nascimento e a abundância Já o costume de comer uvas é herança dos espanhóis e sofreu algumas alterações na América Latina: além de aqui se consumir outras variedades de uvas por uma questão de estação, disponibilidade e preço, há quem coma as passas.

Artigo anterior

Tamoios recebe palestras e debates sobre empoderamento feminino

Próximo Artigo:

Cabo Frio recebe Festival Cerveja e Arte neste fim de semana

Christopher Lima

Christopher Lima

Sou formado em Comunicação Social (Jornalismo). Quem quiser saber mais, basta clicar no link do fb.

Sem comentário

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *