Saúde

Coronavírus: Informações e precauções sobre a doença

oença descoberta após casos registrados na China em dezembro de 2019, o Coronavírus ou COVID-19 é uma família de vírus que causa infecções respiratórias. Segundo o Ministério da Saúde, o primeiro Coronavírus humano foi isolado pela primeira vez em 1937. No entanto, ainda de acordo com o Ministério da Saúde, foi em 1965 que o vírus foi descrito como Coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, que parece uma coroa.

Ainda com base em informações do Ministério da Saúde, a maioria das pessoas se infectam com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os Coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus e o beta coronavírus.

Principais sintomas:

– Febre alta;

– Tosse;

– Dificuldade para respirar.

Formas de transmissão:

O Ministério da Saúde informa que qualquer pessoa que tenha contato próximo, de cerca de 1 metro, de alguém com sintomas respiratórios corre o risco de ser exposta a infecção. É importante observar que a disseminação para a pessoa pode acontecer de forma contínua por:

– Gotículas de saliva;

– Espirro;

– Tosse;

– Secreção nasal;

– Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;

– Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguindo de contato com a boca, nariz ou olhos.

Precauções contra o Coronavírus:

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir a infecção. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Evitar aglomerações;

– Manter os ambientes bem ventilados.

Tratamento do Coronavírus:

De acordo com o Ministério da Saúde, não existe tratamento específico para infecções causadas por Coronavírus humano. No caso do Coronavírus é indicado repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como por exemplo:

– Uso de medicamentos para dor e febre, como anticépticos e analgésicos;

– Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar o alívio da dor de garganta e tosse.

O Ministério da Saúde alerta que, assim que os primeiros sintomas surgirem, procurar ajuda médica imediata para confirmar o diagnóstico.

 

 

 

Anteriores

Jaqueline Brum conta sobre sua trajetória na escrita

Próximas

Prefeitura de Cabo Frio fiscaliza preços abusivos nos itens de prevenção ao coronavírus

Gabriela Pereira

Gabriela Pereira

Jornalista apaixonada pela arte da escrita.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *