Saúde

Gentileza pode abrir caminhos contra a depressão

Que gentileza gera gentileza, isso já sabemos. A novidade é que uma atitude gentil pode salvar vidas. De acordo com a psicóloga Karen Scavacini, mestre em Saúde Pública na área de Promoção de Saúde Mental e Prevenção ao Suicídio pelo Karolinska Institutet, na Suécia, “Ao contrário do que muitos pensam, todos podemos fazer algo para ajudar quem está passando por uma grande dor”.

É praticamente consenso entre os especialistas na área de saúde mental e depressão que a atenção e empatia dos que estão em volta podem ser absolutamente transformadores para pacientes com tendências suicidas.

Segundo um levantamento feito pelo Ministério da Saúde, 62.804 mortes autoinfligidas no Brasil entre 2011 e 2016. No mesmo período, houve pelo menos 48.204 tentativas de suicídio. De acordo com os especialistas, mudanças bruscas de comportamento e humor podem indicar um fator de risco, bem como o isolamento social atípico, muito sono ou falta dele.

“Isso significa que basta prestar um pouco mais de atenção ao familiar, ao amigo, ao colega, ao vizinho para perceber os sinais de que algo não está indo bem”, conclui Karen.

Anteriores

Livro "Palavras à flor da pele" é lançado no Charitas

Próximas

Dormir com cachorro na cama não prejudica o sono, segundo estudo

Christopher Lima

Christopher Lima

Sou formado em Comunicação Social (Jornalismo). Quem quiser saber mais, basta clicar no link do fb.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *