Cultura

Governo egípcio dá inicio a projeto para reconstruir o Farol de Alexandria

Uma das sete maravilhas do mundo antigo, o Farol de Alexandria será reerguido. O Comitê Permanente do Egito para Antiguidades aprovou um projeto que visa reviver um dos maiores símbolos da antiguidade. O próximo passo é conseguir a aprovação do governo local, da ilha de Faros.

Com 30 metros de altura, ou equivalente a 43 andares, o farol foi erguido por volta do ano 280 a.C. pelo arquiteto grego Sóstrato de Cnido. Além de indicar a navegação para os barcos do mar Mediterraneo, era um símbolo de poder da dinastia iniciada por Ptolomeu I, um dos generais de Alexandre, o Grande. A estrutura permaneceu intacta por muito tempo, mas foi sendo gradativamente deteriorada por terremotos entre os séculos III e XII da Era Cristã.

“Um terremoto grave em 1303 causou uma enorme destruição ao monumento, antes de o sultão mameluco Qaitbay usar as ruínas para construir uma fortaleza (que ainda está em pé e carrega seu nome) no local original em Faros, noroeste de Alexandria”, explicou o professor de arqueologia greco-romana Fathy Khourshid a um jornal local.

Artigo anterior

Músicos se apresentam em Cabo Frio para arrecadar fundos para lançamento de EP

Próximo Artigo:

Moda prática: mini bolsas são o alvo da vez

Christopher Lima

Christopher Lima

Sou formado em Comunicação Social (Jornalismo). Quem quiser saber mais, basta clicar no link do fb.

Sem comentário

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *