Variedades

O efeito positivo da gratidão no cérebro

Um artigo publicado no jornal científico NeuroImage afirmou que, depois de alguns meses exercitando a gratidão por meio da escrita, o cérebro passa a se sentir ainda mais condicionado a ser grato. E isso traz benefícios para quem pratica a gratidão sincera. Como mostram os pesquisadores da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos. Eles concluíram que ser grato pelas pequenas coisas da vida pode causar grandes mudanças, até mesmo cerebrais.

O teste de gratidão

Os pesquisadores chamaram 43 voluntários, que estavam em terapia para tratar depressão e problemas relacionados a ansiedade. Todos participaram da terapia em grupo semanal, mas  apenas 22 voluntários foram selecionados para a sessão de gratidão. Nessa parte da experiência, os participantes passaram cerca de 20 minutos escrevendo cartas em que revelavam gratidão pelo destinatário. Enquanto que os outros 21 voluntários não participaram da sessão.

Cerca de três meses depois, todos os 43 voluntários passaram por um escaneamento cerebral enquanto faziam o segundo exercício. Nesta segunda parte do experimento, eram exibidas fotos de pessoas que, supostamente, teriam feito grandes doações de dinheiro à pesquisa. Os participantes, então, precisavam agradecer a eles pelo investimento.

O resultado final foi claro: os voluntários que escreveram as cartas demonstraram mais atividade cerebral nas áreas relacionadas ao sentimento de gratidão.  E é necessário destacar que o efeito de exercitar a gratidão é duradouro, como se a massa cinzenta lembrasse do comportamento antigo e passasse a agir sempre dessa forma.

A pesquisa também compara esse treinamento a como exercitar um músculo: quanto mais você pratica a gratidão, mais propenso estará a senti-la espontaneamente no futuro. Isso ajuda a diminuir a depressão e passar mais tempo com aquela sensação positiva ao se sentir feliz.

Anteriores

Criminosos oferecem assinatura grátis de Netflix para aplicar golpe

Próximas

Feira Forte ganha novo formato e novas atrações

Raissa Lopes

Raissa Lopes

Estudante de Jornalismo, amante de livros e curando o tédio com curiosidade.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *