Esporte

Receita Federal confisca desde ano passado uniformes de seleção alemã destinados a ONG

Mesmo após um ano do fatídico jogo contra a seleção da Alemanha na Copa do Mundo, o Brasil continua a dar vexame. Agora fora dos campos. Isso porque a Receita Federal mantem retido desde novembro do ano passado, 270 exemplares do uniforme oficial da Federação Alemã de Futebol destinado a uma ONG em Santo André, no ABC paulista.

A mercadoria está travada na alfândega brasileira que aponta um erro na classificação do equipamento que impede que o diretor da ONG Azo, Guilherme Ferreira Souza, leve os uniformes do time alemão até as crianças carentes na comunidade do Parque Capuava, em São Paulo.

Guilherme trabalhou como motorista da federação durante o período da Copa do Mundo e conversou a respeito do trabalho desenvolvido pela ONG. A seleção alemã se mostrou disposta a contribuir oferecendo material.

“O pior de tudo é não conseguirmos retirar o material e não conseguir mais coisas deles. Pois eles queriam ajudar bastante no começo, mas agora, por causa do tempo que demorei para retirar, não dá para saber”, disse em entrevista ao canal ESPN.

Desde que a mercadoria chegou ao Brasil que Guilherme vem tentando entender como funciona o processo de importação, mas mesmo assim enfrenta dificuldades. E ainda foi multado em R$ 500.

A Receita não quis dar informações sobre o caso, mas disse que, quando alguém comete um erro de informação, deve-se mesmo pagar uma multa, e só então a mercadoria seria liberada.

Anteriores

Foto viraliza nas redes sociais e salva destino de cães que seriam sacrificados em abrigo

Próximas

Atenção redobrada com os cílios no inverno

Christopher Lima

Christopher Lima

Sou formado em Comunicação Social (Jornalismo). Quem quiser saber mais, basta clicar no link do fb.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *