Variedades

Aulas de música na infância traz impactos positivos no futuro

A infância é a fase do aprendizado e também o período da vida em que as coisas plantadas geram frutos no futuro. Exemplo disso são as habilidades musicais. De acordo com estudo realizado na Universidade de Amsterdam (Holanda), crianças que estudam música tendem a desenvolver habilidades cognitivas importantes para a vida acadêmica.

A pesquisa averiguou que aulas de música aumentam significantemente as habilidades cognitivas em crianças, incluindo raciocínio linguístico, memória de longo prazo, planejamento e inibição – características que levam a um melhor desempenho acadêmico. Aulas visuais de arte também apareceram como um conteúdo capaz de aperfeiçoar a memória visual e espacial infantil.

Durante o estudo, 147 crianças de diferentes escolas holandesas receberam um conteúdo estruturado de música, desenvolvido pelo Ministério de Pesquisa e Educação da Holanda em parceria com centros de educação artística. Todos os colégios participantes seguiram o currículo regular da escola primária, oferecendo aulas extras de música ou artes visuais práticas e teóricas.

Após dois anos e meio, a performance acadêmica e as habilidades cognitivas dessas crianças foram avaliadas. Como era esperado, os alunos que tinham recebido aulas de música apresentaram grande melhora em suas habilidades cognitivas – como planejamento, inibição e memória – quando comparados às crianças que não tiveram contato com o conteúdo. Aqueles que cursaram aulas de artes também apresentaram avanços em memória visual e espacial de curto prazo.

“Crianças que tiveram aulas de música mostraram uma aperfeiçoamento no raciocínio linguístico e nas habilidades de planejamento, organização e de finalização de tarefas, além de uma melhora no desempenho acadêmico. Isso sugere que as ferramentas cognitivas desenvolvidas ao longo de aulas de música podem influenciar na cognição das crianças em assuntos completamente diversos, levando a uma melhora geral na performance acadêmica”, avaliou um dos pesquisadores do estudo.

Artigo anterior

Tamoios tem inscrições abertas para aulas de grafite

Próximo Artigo:

São Pedro da Aldeia convoca 117 candidatos para a área da Saúde

Renata Nóbrega

Renata Nóbrega

Sem comentário

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *