Saúde

Febre em recém-nascidos: As principais causas e como tratar

Os recém-nascidos precisam de cuidados especiais e por isso a febre sempre é motivo de preocupação extra entre os pais.  A elevação da temperatura na criança é uma forma de o organismo combater algo que o prejudica e pode estar relacionada a diversas causas.

Os pediatras afirmam que a partir dos 38 graus. Até os 38,5 é considerado estado febril baixo, acima disso é caracterizada a febre alta. Se a febre permanecer assim ainda que com uso de remédio antitérmico, é preciso contatar o médico.

Listamos as principais causas da febre em recém-nascido, algumas relacionadas a reações e quadros comuns nessa fase. Conheça mais:

Dentição:

O início da dentição dos bebês pode causar diversos incômodos, como a febre. Além deste sintoma, a criança fica irritada, leva muito a mão na boca, baba e sua gengiva é mais grossa. Nestes casos, é possível administrar um remédio antitérmico.

Infecção:

Infecções como otite, resfriado e infecção urinária são as mais comuns. E dificilmente a febre por si só representa alguma doença, então é preciso estar atento a outros sintomas que a criança apresente. Agitação, choro, letargia, falta de ar, tosse, diarreia, coriza e falta de apetite são sinais de alerta para os pais. Nestes casos, é preciso buscar ajuda médica.

Roupas quentes:

Principalmente nos dias mais frios, há pais que exageram na quantidade de roupas do filho, o que cria uma febre momentânea devido à regulagem da temperatura corporal. Para descartar essa possibilidade, é válido retirar uma camada de vestes da criança, aguardar meia hora e medir novamente.

Vacinas:

Alguns bebês podem ter sensibilidade a certas vacinas, como a tríplice bacteriana, que previne difteria e tétano. Outra vacina que pode dar efeitos colaterais em algumas crianças é a meningocócica, conhecida pela prevenção à meningite. O corpo pode reagir com uma febre que pode ser tratada com antitérmico.

Anteriores

Analista cria ferramenta que une Tinder e Facebook

Próximas

Direto do Oscar para a Netflix

Christopher Lima

Christopher Lima

Sou formado em Comunicação Social (Jornalismo). Quem quiser saber mais, basta clicar no link do fb.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *