Saúde

Carnaval sem dengue. Confira algumas dicas para fazer o mosquito Aedes Aegypti voar longe!

Com a chegada do Carnaval, além da folia, aumentam os casos de doenças relacionadas ao mosquito Aedes Aegypti. Para aproveitar a folia com segurança é preciso prestar atenção em alguns detalhes. A coordenadora do curso de Enfermagem da Universidade Veiga de Almeida, campus Cabo Frio, Priscila Pradonoff, dá algumas dicas de como evitar o mosquito transmissor da zika e da febre chikungunya, além da dengue:

O uso de poucas roupas facilita a picada do mosquito. Use repelente no máximo três vezes ao dia e somente nas áreas expostas do corpo. Lembrando que para crianças o uso deve ser moderado e de acordo com a idade. Confira a recomendação de acordo com o Comitê de Dermatologia da Sociedade de Pediatria do Estado do RJ:

0 a 6 meses 

Nunca usar repelente, apenas óleo infantil e proteger as crianças com uso de roupas, em casa usar telas de proteção contra os mosquitos.

6 meses a 2 anos 

Somente em caso de necessidade, pois o produto contém substâncias que podem ser tóxicas. O ideal seria passar o repelente por cima da roupa dos pequenos para evitar contato direto com a pele.

2 a 7 anos 

Uso moderado de preferência antes de dormir, horário em que há maior circulação dos mosquitos.

7 a 12 anos 

Uso liberado até três vezes ao dia, mas lembrando que deve ser o repelente infantil.

A partir dos 12 anos 

Também três vezes ao dia e pode ser liberado o uso do repelente comum, para adultos.

  • Beber bastante água (pelo menos 2,5 litros por dia) e dar preferência às refeições leves ajuda a evitar mal-estar e contratempos gastrointestinais.
  • Para o cuidado com os pés, utilizar o protetor solar já que normalmente os pés ficam expostos durante muito tempo ao sol na praia. O protetor evita o ressecamento e o envelhecimento da pele.
  • Utilizar sapatos arejados como chinelos ou rasteirinhas abertas para evitar que os pés transpirem demais, e quando isso ocorre calçando sapatos fechados pode aumentar o risco da proliferação de micoses.
  • Descansar os pés durante alguns minutos do dia. Na folia ficamos muito tempo caminhando e pulando, quando chegar em casa coloque os pés para cima para evitar o inchaço.

 

Artigo anterior

Bailinhos de Carnaval são opções para criançada em Cabo Frio

Próximo Artigo:

Ano letivo começa com novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa obrigatório

Christopher Lima

Christopher Lima

Sou formado em Comunicação Social (Jornalismo). Quem quiser saber mais, basta clicar no link do fb.

Sem comentário

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *