Saúde

Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais com boas notícias

Foto reproduçãoNo dia Mundial de Combate às Hepatites Virais, pacientes podem ter as esperanças renovadas. Isto porque, segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH), Edison Roberto Parise, uma nova droga, ainda em fase de aprovação nos Estados Unidos, pode representar a cura para cerca de 95% dos pacientes com hepatite C, forma mais grave da doença.

Atualmente, o tratamento para todos os tipos da doença leva 48 dias, e é feito com o uso de antivirais como o interferon e a ribavirina. Em alguns casos, esses medicamentos podem ser combinados com inibidores de protease, o que costuma resultar em muitos efeitos colaterais e cura entre 50% a 70% dos infectados.

No entanto, embora o novo procedimento venha a durar mais, cerca de 12 semanas de tratamento, Edison Parise afirma que o índice de cura é bem maior, entre 80% e 90% dos pacientes. Segundo ele, uma segunda série de medicamentos já está em aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. “São dois novos medicamentos que têm uma baixa tremenda de efeito colateral, mas que ainda vão ser utilizados com interferon, em alguns casos”, disse Edison.Image reprodução

Além dessa novidade, especialistas aproveitam a data para alertar a população para cuidados rotineiros e simples, capazes de evitar a contaminação dos tipos mais comuns da doença no Brasil: A, B e C. Um deles é a higiene, a qual pode prevenir a transmissão do tipo A, que ocorre por ingestão de água e alimentos contaminados. Sempre lavar as mãos com sabão depois de ir ao banheiro, ferver a água em locais onde não há água clorada e higienizar os alimentos são algumas dicas para evitar esse tipo de hepatite, doença que atinge o fígado.

Dados com relação à data:

Após diversas datas distintas, em 2010, durante a 63ª Assembleia Mundial da Saúde, ficou oficializado que o dia 28 de julho representaria o dia Mundial das Hepatites. A partir deste dia, todos os países membros da Organização Mundial da Saúde passaram a reconhecer esta data comemorativa.

Segundo dados históricos, a nova data foi escolhida para honrar o aniversário do ganhador do prêmio Nobel, o professor Baruch Samuel Blumberg, quem descobriu o vírus da hepatite B12.

Artigo anterior

Fórum de Alfabetização é destaque para profissionais da educação em Cabo Frio

Próximo Artigo:

A moda é ajudar!

EdiCom

EdiCom

Somos especializados em descobrir soluções de divulgação da sua marca no universo online, principalmente nas redes sociais.
Entre em contato conosco e descubra o melhor plano pra sua empresa.

Sem comentário

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *