Atualidades

Estudo revela perfil de serial killers femininas nos EUA

Um estudo na área de psicologia revelou um surpreendente perfil das mulheres serial killers nos Estados Unidos da América. De acordo com a doutora em psicologia evolutiva Marissa Harrison, professora da Universidade Penn State Harrisburg, na Pensilvânia, a pesquisa analisou 64 assassinas em série que atuaram nos Estados Unidos entre 1821 e 2008. Na maior parte dos casos, as autoras dos crimes eram da classe média, com idades entre 20 e 30 anos, inteligentes, casadas e cristãs. Muitas trabalhavam como professoras, babás, enfermeiras ou donas de casa – profissões que permitem fácil acesso as vítimas.

Ainda segundo a doutora Marissa Harrison, normalmente os serial killers do sexo masculino matam por sexo e as mulheres por dinheiro ou poder. Outra diferença apontada pelo estudo é que enquanto a maioria dos homens assassinos matavam as vítimas desconhecidas, as mulheres conheciam todas ou muitas das vítimas, algumas até eram membros da família das serial killers.

Fonte: BBC Brasil

Artigo anterior

Concurso da National Geographic tem fotos tirados por drones

Próximo Artigo:

Homem mais gordo do mundo perde 285 kg

Lorena Brites

Lorena Brites

Sou jornalista, pisciana assumida, apaixonada pela vida e principalmente pelas palavras!

Sem comentário

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *