Saúde

Nova pesquisa associa consumo de batatas fritas à morte precoce

Você gosta de batata frita? Essa notícia não vai te alegrar muito. Uma pesquisa publicada pelo Jornal Americano de Nutrição Clínica mostrou que comer batata-frita duas vezes na semana pode dobrar os riscos de morte precoce.

A pesquisa foi realizada por cientistas italianos que analisaram o consumo de batatas de 4.400 pessoas entre 45 e 79 anos durante 8 anos. Neste período, 236 participantes faleceram, sendo que a maioria deles consumiam batata-frita com frequência.

Os especialistas associam as mortes ao consumo de frituras em geral, com a batata (que incluem as batatas chips) como principal fator de risco. O mesmo não ocorre com quem tem o hábito de consumir esse alimento em outras formas (assada, cozida).

Apesar das evidências, os pesquisadores afirmam que ainda são necessários mais estudos para comprovar que a batata frita aumenta o risco de morte, já que não foram constatadas relações diretas entre o consumo de batata frita e as mortes.

Ou seja, pode ser que as pessoas que comeram mais batatas fritas eram também mais sedentárias e obesas que são outros dois fatores que também aumentam os riscos de mortalidade.

“O consumo frequente de batata frita pode estar associado a um aumento no risco de morte. Estudos adicionais com mais pessoas devem ser feitos para confirmar se o consumo de batata no geral está associado a risco de mortalidade mais elevado”, concluem os pesquisadores no estudo.

Anteriores

Quem foi Amelia Earhart?

Próximas

1º Cabo Frio Moto Rock começa nesta Quinta-feira(13)

Christopher Lima

Christopher Lima

Sou formado em Comunicação Social (Jornalismo). Quem quiser saber mais, basta clicar no link do fb.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *